Reprograme o seu cérebro para superar o medo [TED Olympia LePoint]

Reprogramming your brain to overcome fear | Olympia LePoint | TEDxPCC

S e não tivermos maneiras de reprogramar nossas mentes nós nunca seremos bem sucedidos em nossas missões específicas na vida. Olympia Le Point fornece três ferramentas, três decisões que você pode tomar para superar os seus medos.

#1. Nomeie e rejeite seus medos

Ao nomear seus medos fica mais fácil identificá-los, e isso aumenta seu poder de controle sobre eles.

#2. Reprograme seu cérebro com novos pensamentos. Por exemplo, “eu posso fazer isso”.

Isso faz muito sentido, uma vez que você fortalece os padrões neurais que utiliza. Nossos pensamentos podem ser abstratos, mas os padrões neurais aos quais eles correspondem em nosso cérebro não são.

Você pode reprogramar seu cérebro com pensamentos diferentes. Olympia usa exemplos da informática, isso opera como limpar o vírus (o medo) do computar e inserir novos programas, ou seja, novos pensamentos. “Eu aprendi a dizer a mim mesma ‘eu farei uma grande diferença aqui’”.

O seu cérebro é muito bom em encontrar aquilo que procura, aquilo que é o seu FOCO (Le Point, 2013). Portanto cuidado onde você coloca o seu foco.

#3. Reconstrua o seu cérebro realizando ações na direção oposta aos seus medos.

Você pode reconstruir/reedificar o seu cérebro e neuronais por meio de ações, tomando atitudes. Assim, quando realizamos ações na direção oposta aos nossos medos, a parte reptiliana do nosso cérebro onde eles estão instalados é desligada. LePoint ilustra a questão com o que ela chama “Math Phobia”, medo de matemática, em português. Esse fenômeno se caracteriza pela ativação do medo localizado na parte repetliana do cérebro, e nos deixa complemente paralisados frente a problemas para resolver (eu particularmente sofri disso na universidade). Pois toda vez que alguém sente medo, o lobo frontal, a parte do cérebro responsável pela solução de problemas é desativada. Mas ao realizar ações na direção oposta ao nosso medo (fobia de matemática, por exemplo), novos neurotransmissores são criados e constroem dentro do nosso cérebro um desligamento do medo. Esse processo cria caminho para ativar o lobo cerebral onde somos capazes de realizar coisas ótimas. Esse é um modo pelo qual você exercita seu cérebro, da mesma maneira seus músculos.

Desligando o medo você ativa a parte do seu cérebro que lhe permite ser criativo, encontrando oportunidades.

Durante a universidade fiz cálculo três vezes! Pois é, essa foi a única disciplina na qual repeti. Quando chegavam os testes eu ficava completamente paralisada, sem saber como resolver, mesmo tendo estudado para os exames.

Utilizemos nossos pensamentos e ações para reconstruir nossas estruturas mentais. Boa jornada para nós.

O melhor!

Regina Freitas

Bióloga e educadora. Acredito ser possível melhorar a qualidade da relação das pessoas consigo mesmas e com os recursos naturais. Assim, compartilho da ética da Permacultura que envolve cuidar das pessoas, cuidar da terra e a partilha justa dos recursos. Sigo desenvolvendo atividades para tornar esse propósito uma realidade.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *